A castanheta-amarela indentificada pela primeira vez em 1833, também designada por castanheta-branca, castanheta-baía ou peixe-donzela é um peixe da classe e família do peixe-palhaço. Nos Açores e Madeira têm mais uma parente, a castanheta-azul.

Habita fundos rochosos até aos 50 metros de profundidade e os seus predadores são o peixe-rei, sargos, garoupas e outras castanhetas em atos de canibalismo dentro da própria espécie.

Na gastronomia estão presentes em diversas receitas desde fritas, em escabeche ou saladas.

NNC (texto e fotografia)
www.nunonobre.com